Hoje é 15 de setembro de 2019



Erro
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 59

Estudantes pedem auxílio à Câmara para Projeto Nacional

Avalie este item
(0 votos)
Quinta, 01 Março 2007 08:08


Acompanhados da professora Clarice Gomes Drehmer, alguns estudantes do ensino médio do Colégio São Cristóvão estiveram na manhã desta quinta-feira(1º/03), em audiência com o presidente do Legislativo cascavelense, Júlio César Leme da Silva (PMDB), solicitando apoio técnico e logístico para iniciar as discussões sobre um projeto que pode vir a ser implantado em nível nacional. A intenção dos alunos é conscientizar a classe política sobre a necessidade de viabilizar a entrada direta nas universidades de estudantes da rede pública de ensino que mantém média acima de 70 durante o ensino médio.
De imediato, o presidente Júlio César colocou toda estrutura do Legislativo à disposição dos estudantes e professores para auxiliar na elaboração de instrumentos que possam alavancar a idéia, através do trabalho legislativo e divulgação junto aos veículos de comunicação da cidade. “Desta forma estaremos chamando a atenção das autoridades para uma iniciativa que pode acabar com muitas injustiças nas universidades públicas”, frisou Júlio, ressaltando que a visita dos alunos também vem de encontro ao projeto de aproximar o Poder Legislativo da comunidade estudantil de Cascavel.
Logo após a audiência, professora e alunos ouviram as primeiras orientações do assessor técnico legislativo Mário Galavoti, que estipulou o prazo de uma semana para estudar minuciosamente a questão e elaborar os documentos inerentes ao assunto. Os estudantes afirmaram que o objetivo, além de corrigir injustiças, é de estimular melhores notas, como forma de tornar a preparação educacional mais adequada, e diminuir o índice de reprovação.
A professora Clarice fez questão de ressaltar que, para alcançar o objetivo, será necessário o engajamento dos veículos de comunicação e se colocou à disposição para maiores esclarecimentos através dos telefones (45) 3218-7880 e 9112-2662.
“Precisamos iniciar um ciclo de discussões com todos os órgãos educacionais em todas as esferas”, finalizou Júlio.



CRÉDITO
Ronaldo Kracieski/Ass. Imp.