Hoje é 08 de julho de 2020



Erro
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 59

Comissão de Saúde reúne agentes de endemias

Avalie este item
(0 votos)
Sexta, 27 Novembro 2009 14:57

A insatisfação dos funcionários públicos municipais que trabalham na função de agentes de endemias motivou o agendamento de uma grande reunião no plenário da Câmara Municipal. O encontro foi realizado nesta sexta-feira (27) e a organização coube aos vereadores que compõem a Comissão de Saúde e Assistência Social, Robertinho Magalhães (presidente), João Aguilar Neto (secretário) e Gilmar Gaitkoski (membro). Também participaram o secretário de Saúde, Ildemar Canto, o vice-prefeito Jadir de Mattos e os vereadores Marcos Rios e Osmar Bispo dos Santos.
Os funcionários, que lotaram o plenário do Legislativo, se mostraram insatisfeitos com o ambiente de trabalho e com o que consideram falta de atenção por parte das coordenadoras das equipes. Relataram vários casos vividos durante o trabalho de campo nos quais encaminharam reclamações às coordenadoras e não foram atendidos. Uma das agentes chegou a dizer que sofreu assédio sexual durante vistoria em estabelecimento comercial e levou ao conhecimento da sua superior, que não tomou qualquer iniciativa. Os funcionários também reclamam de ataques de cães, falta de equipamento, principalmente em dias chuvosos, e falta de tempo até mesmo para o almoço, já que muitas vezes são deslocados para regiões distantes de suas residências.
Os funcionários entregaram um abaixo-assinado aos vereadores e representantes do Executivo solicitando a substituição das coordenadoras, reivindicação que, segundo o secretário de saúde, não deve ser atendida de imediato. “Vamos promover um processo de reavaliação, mas o problema não será resolvido imediatamente”, frisou, ressaltando que vai determinar a uma diretora da Secretaria de Saúde que acompanhe todo o processo de transição para que não haja perseguição aos trabalhadores.
Também adiantou que já está estudando a proposta de regionalização do trabalho para que os agentes possam ficar mais próximos de suas residências, eliminando o problema da falta de tempo para o almoço.
Ao final, o presidente da Comissão de Saúde, Robertinho Magalhães, disse que o Legislativo vai acompanhar o andamento das discussões e cobrar uma solução para todos os problemas relatados.
Atualmente, o Município conta com 138 agentes de endemias.


LEGENDA
Plenário da Câmara esteve lotado de agentes de endemias que relataram o que consideram descaso

CRÉDITO
Edson Mazzetto/Ass. Imp.