Acesso a Informação
Acesso a monitoramento
Servidor Online
Hoje é 31 de maio de 2020



Comissão de Saúde diz que prioridade para 2020 é hospital de retaguarda

Avalie este item
(0 votos)
Sexta, 20 Dezembro 2019 15:53

A Comissão de Saúde e Assistência Social da Câmara Municipal se destacou ao longo do ano pelas fiscalizações realizadas nas unidades de saúde em Cascavel. Ao receber demandas apresentadas por moradores, a comissão levantou uma série de questões, inclusive apontando falhas no sistema de encaminhamento de pacientes para leitos hospitalares. As ações da comissão geraram mudanças no sistema de atendimento, que ficou mais ágil.

Além de um ano bastante intenso, com reuniões ordinárias e fiscalizações, a comissão já tem como prioridade, para 2020, ações no sentido de viabilizar a implantação de um hospital de retaguarda no sistema de saúde em Cascavel. Esse hospital funcionaria como uma espécie de facilitador para o sistema. Sendo um hospital de baixa complexidade, essa unidade receberia os pacientes encaminhados pelas UPAS para internamento. Assim, ele permite desafogar as UPAS, evitando que continuem ocorrendo internamentos nessas unidades enquanto os pacientes aguardam leitos em hospitais gerais ou especializados. De outro lado, o hospital de retaguarda também desafoga as demandas para os hospitais gerais, especialmente o Hospital Universitário, evitando que os casos de baixa complexidade sejam encaminhados para lá.

“Esse hospital de retaguarda é nossa maior bandeira de luta para o ano que vem. Vamos trabalhar muito por isso. Nossa cidade precisa e nossa gente merece”, diz o presidente da Comissão, vereador Josué de Souza (PTC). Além dele, integram a comissão como secretário, o vereador Parra (MDB) e o vereador Dr. Bocasanta (Pros).

Ao longo do ano, a comissão de educação expediu 39 pareceres sobres projetos de lei e emendas da área de saúde, além de ter enviado 30 ofícios com pedidos de informações ou providências, encaminhados a órgãos públicos. A comissão ainda fez cinco requerimentos, além de indicações e emendas apresentadas.

TRABALHO DURO

Ao fazer um balanço do ano, o vereador Josué de Souza resume”; “foi um ano de muito trabalho, de trabalho duro mesmo”. Ele lembra que além dos pareceres dados pela comissão, foi realizado um grande trabalho na questão do fluxo de atendimento das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). “Foi, sem dúvida, um dos trabalhos mais pesados que tivemos, mas que também rendeu resultados muito bons”, diz o vereador.

A comissão realizou dezenas de visitas nas unidades de saúde, como as Unidades Básicas de Saúde (UBS), Unidades da Saúde da Família (USF), nas Upas e também nos hospitais, especialmente no HU, que é público e hospital de referência. Além de verificar os serviços e ouvir a população usuária, essas visitas também serviram para que os vereadores pudessem compreender todo o processo de atendimento e encaminhamento, como forma de identificar eventuais problemas e articular soluções. “Nosso foco é sempre o de ajudar o sistema, o de promover melhorias”, explica Josué.

Os vereadores acolheram denúncias de usuários de que estariam ocorrendo internamentos nas UPAs, sempre superlotadas, por falta de leitos nos hospitais credenciados e principalmente no Hospital Universitário. “Nós fomos até o secretário de Estado da Saúde, exigimos a realização de uma auditoria do governo do estado nos leitos disponíveis. Isso foi feito. E o sistema melhorou muito depois disso. Um exemplo dessa intervenção é que foi determinado que pessoas com fraturas decorrentes de acidentes não podiam ficar mais do que 24 horas nas UPAs esperando vaga nos hospitais para cirurgia”, destaca Josué.

De uma forma geral, avalia o vereador, o serviço de saúde melhorou bastante ao longo do ano, com as correções no fluxo de pacientes entre as UPAs e os leitos hospitalares. “Mas temos consciência que ainda há muito para se avançar no setor. E por isso mesmo, logo no início do ano, vamos fazer uma reunião com o novo reitor da Unioeste e com os diretores do Hospital Universitário para continuar com as ações necessárias para assegurar o melhor atendimento possível à nossa gente”, pondera.

 

Assessoria de Imprensa/CMC

Comissão de Saúde diz que prioridade para 2020 é hospital de retaguardaFlávio Ulsenheimer/Assessoria CMC