Acesso a Informação
Acesso a monitoramento
Servidor Online
Hoje é 31 de maio de 2020



Paulo Porto cobra posição da Prefeitura sobre concurso para merendeiras

Avalie este item
(0 votos)
Segunda, 13 Janeiro 2020 14:49

Cascavel tem 61 Escolas Municipais e 53 CEMEIs (Centros Municipais de Educação Infantil) na rede educacional do município. Com déficit de zeladoras desde que a prefeitura determinou a terceirização do serviço, não promovendo mais concursos para a função, tem-se uma precarização da limpeza e manutenção das estruturas escolares. Hoje o déficit de pessoal para a limpeza é grande, além de que muitas servidoras de zeladoria estão adaptadas nas cozinhas das instituições como merendeiras, cargo que não existe nos quadros de servidores do município.

A situação se agrava na medida em que as servidoras se aposentam. Com a aposentadoria das zeladoras com função de merendeiras, as escolas e CEMEIs deixam de ter cozinheiras e isso pode causar mais terceirizações, que já comprovou não resolver o problema de falta de servidores.

Com todos esses problemas, o vereador Paulo Porto (PCdoB) protocolou um requerimento para a Secretaria de Planejamento e Gestão pedindo informações sobre a criação do cargo de merendeira e a realização de concurso público. Em resposta, a SEPLAG diz que é necessário que a Secretaria de Educação (SEMED) faça a solicitação para que isso ocorra. Por enquanto esse pedido ainda não foi feito, apesar da SEMED entender a importância das contratações, porém não tem ainda nenhum estudo sobre a viabilidade e o impacto desse novo cargo.

O prefeito Leonaldo Paranhos (PSC), que instituiu a terceirização do serviço de zeladoria, extinguindo o cargo no quadro de servidores do município, está com mais esse problema para resolver. Ou cria o cargo de merendeira e faz concurso público ou terceiriza e corre o mesmo risco com a precarização da prestação do serviço como acontece com as zeladoras.

Para Porto, terceirizar o serviço é falta de compromisso com o serviço público “Um dos grandes erros da gestão Paranhos foi a terceirização das zeladoras. Não podemos permitir que esse erro se agrave com as merendeiras. Por isso é fundamental a criação desse cargo nos quadros do município”, afirma. “De nada adianta afirmar que defende as políticas públicas se não se defende o principal, que é a carreira dos servidores públicos” conclui o vereador.

Assessoria de Imprensa/ Vereador Paulo Porto

Paulo Porto cobra posição da Prefeitura sobre concurso para merendeirasFoto: Marcelino Duarte/ Assessoria CMC