Acesso a Informação
Acesso a monitoramento
Servidor Online
Hoje é 08 de julho de 2020



Coronavírus: Idosos são principal grupo de risco e devem ser cuidados por todos

Avalie este item
(0 votos)
Sexta, 20 Março 2020 14:42

As pessoas com idade a partir de 60 anos formam o mais numeroso grupo de risco para complicações da covid-19. A doença pode contaminar igualmente pessoas de todas as idades, mas as condições decorrentes do envelhecimento deixam o idoso exposto aos sintomas mais graves.

Para se ter uma ideia, as primeiras estatísticas nos países mais atingidos mostram que, a partir dos 80 anos de idade, o índice de mortalidade é de 14,8 pessoas a cada 100 contaminados dessa faixa etária. Entre 70 e 79 anos, está em 8 a cada 100 e, na faixa de 60 a 69 anos de idade, é de 3,6 a cada 100 contaminados. Abaixo dos 60, os números reduzem drasticamente, mas há mortes em todas as idades.

Essa informação é importante especialmente para quem vive no Sul do Brasil. De 2010 para 2019, a população idosa do Paraná cresceu 44% e já são 1.712.479, ou 14,98% de toda a população paranaense. E são, em grande parte, pessoas ativas e participantes da sociedade, que gostam de sair e se encontrar.

Por isso é tão importante as famílias convencerem seus pais e mães, avôs e avós, tios e tias, a ficarem em casa. É só até a crise passar e é pelo bem deles e de todos que os amam. E as pessoas próximas precisam criar formas de não deixá-los solitários, mas tomando cuidados redobrados de higiene para que não sejam contaminados.

Outros grupos

Além dos idosos, precisam de atenção e cuidados especiais todos os que fazem parte de outros grupos de risco. Os principais são:

- pessoas com doenças respiratórias, como asma, bronquite e outras;

- fumantes;

- diabéticos;

- hipertensos;

- pacientes com HIV;

- pessoas com doenças que enfraquecem o sistema imunológico ou que estão fazendo quimioterapia ou radioterapia.

Mesmo sendo esses os grupos com maior risco de complicações e morte, tem havido casos fatais entre pessoas que não fazem parte de nenhum deles. Importante: até o momento, não há qualquer evidência de que grávidas e crianças corram mais riscos que os demais. No entanto, pelo bem de toda a sociedade, as medidas de distanciamento social e cuidados de higiene são fundamentais e se aplicam a todo mundo.

Assessoria de Imprensa/CMC

Coronavírus: Idosos são principal grupo de risco e devem ser cuidados por todosArte: Assessoria de Imprensa/CMC